30 de mai de 2019

Transformando nossos sonhos em metas

organização financeira

No texto anterior falamos sobre como mapear nossa atual situação financeira, passo importante para nos ajudar a transformar nossos sonhos em planos de uma forma planejada e possível.
Transformando nossos sonhos em metas aumentamos a probabilidade de tirá-los do papel, pois conseguimos analisar de forma mais consistente quais são os passos necessários para chegar até nosso sonho. Se ao olhar pra essa meta ela parecer grande demais, podemos traçar passos menores, pequenos objetivos que quando alcançados, nos deixarão cada vez mais próximo do resultado esperado.

Existe um montão de conteúdo nesta internet dimeudeuso pra te ajudar a traçar metas inteligentes, então nem vou ficar me prendendo muito aos pequenos detalhes - mas se você achar necessário, só falar que podemos conversar mais sobre isso depois, mas um site que pode te ajudar muito é o Finanças Práticas, que tem uma seção inteirinha voltada ao planejamento financeiro.

Eu também disse no texto anterior que é produtivo focar em apenas um objetivo, aquele grande e que faz todo sentido para o nosso propósito de vida. Geralmente essa é nossa meta de longo ou até longuíssimo prazo, como obter liberdade financeira, comprar a casa própria, passar sua aposentadoria nas Bahamas ou o que você quiser - lembre que esse sonho é seu, é o que você quer e não o que querem para você. Coloca tudo no papel!

Colocar sua energia focada em uma só direção provavelmente te deixará mais motivada a usar melhor o seu dinheiro, a reavaliar despesas e encontrar formas de economizar (tchau pacote master blaster da tv por assinatura que ninguém assiste!!!).

Mas é claro que não vamos ignorar que no caminho podem surgir objetivos menores, como uma viagem de férias, a compra de um objeto desejado, a reforma de um cômodo da casa, enfim. Todos esses outros objetivos que surgirem devem ser colocados no papel, classificados em escala de prioridade, planejados e transformados em metas, sejam de curto, médio ou longo prazo (dá pra incluir curtíssimo e longuíssimo prazo se você assim quiser). Pode parecer uma chatice sem tamanho ter que planejar tudo, eu sei, eu também achei que era, mas no momento que eu atingi minha primeira meta de curto prazo com sucesso (que foi comprar meu celular à vista e com um bom desconto) e vi que não tinha me desviado do caminho do meu objetivo maior, não tinha ficado com nenhuma dívida e não me privei de nada importante pra isso, eu percebi que estava no caminho certo e fiquei mais motivada a prosseguir. O planejamento financeiro (ou de qualquer outro aspecto da vida) não precisa ser massante, afinal é você quem dita as regras e traça o caminho. Use seus sonhos como força motriz.

Você já deve ter ouvido falar do esquema SMART para a criação de metas. Smart é a palavra em inglês para inteligente e o acrônimo para as regrinhas fundamentais para traçar metas inteligentes: específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e com prazo. ("dá um google" pra se aprofundar, vale a pena)

Pega papel e caneta e escreva teus sonhos. Depois escolha aqueles mais relevantes, coloque em ordem de importância, classifique se são coisas a serem realizadas agora ou ainda esse ano, entre um e cinco anos, ou para mais de cinco anos. Olhe pra eles e comece a pensar no caminho a seguir para alcançá-los. Faça sem medo de errar, os sonhos são seus e você pode mudar de ideia e recalcular a rota a qualquer momento. E lembre-se: metas são diferentes de promessas.

planner financeiro

Um exemplo de promessa: vou guardar dinheiro.
Um exemplo de meta: vou trocar o pacote de tv por assinatura e dos dados móveis e com isso poupar R$200,00 por mês para pagar meu celular à vista em dezembro do ano que vem, pois ele é uma ferramenta de trabalho e comunicação importante para mim e a tv por assinatura ninguém assiste e passo a maior parte do meu tempo no wi-fi.

Deu pra notar a diferença, né? Procure deixar suas metas bem específicas, claras e detalhadas, assim será possível pensar na melhor estratégia de realização, observar e avaliar os resultados. Dá pra deixar o exemplo acima mais claro se colocarmos uma data exata, modelo do aparelho, valor de mercado, desconto almejado e a forma como esse dinheiro vai ser investido até o momento da compra.

Daí tu pensa: "tudo muito lindo, tudo muito explicadinho, mas de onde vou tirar essa grana para esses sonhos se lá no meu mapa eu percebi que minha vida financeira está toda cagada pior do que eu pensava?"
E eu daqui, lendo seus pensamentos, já respondo: "Calma, respira, vamos falar disso."
Mas não neste texto, porque aqui já tem informação suficiente para um mês de trabalho. No próximo vamos conversar sobre como colocar seu planejamento em prática e concretizar "essas meta tudo" da sua lista.
Esse é o terceiro de uma série de 5 textos sobre a minha educação financeira e como venho me organizando para fazer meu dinheiro me ajudar a alcançar as minhas metas de vida. No próximo texto compartilho com vocês as fontes que estou utilizando para estudar e me organizar. Para ler os textos anteriores, clique aqui.

Comentário(s) pelo Facebook:

Postar um comentário

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.