21 de mai de 2019

Precisamos falar sobre dinheiro...


Quem me acompanha lá no Instagram já sabe que tenho muito interesse por planejamento e organização. Sabe também que desse meu interesse, surgiu o Planner Realize e por causa dele, andei conversando com muita gente sobre as dificuldades que temos em focar em nossos objetivos e traçar o caminho para alcançá-los.  Nessas conversas, uma dificuldade recorrente que surgiu é a nossa relação com o dinheiro e como boa parte dos nossos objetivos está atrelado a ele. Na verdade, atrelado a necessidade dele. E uma pergunta ficou rodeando meus pensamentos: o que eu posso fazer se a maioria das minhas metas envolvem questões financeiras e minha relação com grana sempre foi meio bagunçada? E a resposta parece óbvia: também é preciso organizar e planejar a minha vida financeira! Rá! 
Óbvio, mas nada fácil. 

Começo mais uma jornada e vou dividir um pouquinho dela com você...

Antes, é sempre bom lembrar que eu não sou dona da verdade e o que vou falar aqui é sobre minha experiência, sobre as coisas que funcionam para mim e assim, compartilhando minha experiência, espero que você possa encontrar algo que sirva para você também e te ajude a encontrar o seu caminho. Não vou esgotar o tema em um texto (e nem em vários!) e esse provavelmente será o primeiro de muitos sobre o assunto bufunfa, pois é algo que estou vivendo nesse momento: estou aprendendo a lidar com minhas finanças pessoais e organizá-las em prol de um objetivo.

O primeiro passo dessa minha jornada foi o que me motivou a escrever sobre o assunto: falar sobre dinheiro! A gente não percebe, mas falar sobre dinheiro é um tabu. Tratamos nossa vida financeira como se ela fosse um segredo, algo desagradável e muitas vezes, motivo de vergonha. Veja bem, não estou dizendo pra você publicar seu extrato bancário nas redes sociais! Estou apenas sugerindo que devemos parar de tratar o dinheiro como algo que não se conversa. Pensa aí: quantas vezes você comprou algo que não queria de verdade por não ter tido coragem de dizer "não" ou para não parecer "mão de vaca"? Quantas vezes já parcelou compras no cartão de crédito e se apertou para pagar depois porque "estava todo mundo comprando" e você seguiu com a manada? Eu já fiz isso inúmeras vezes e hoje percebo que se eu soubesse falar sobre o meu dinheiro, se eu não tivesse vergonha de dizer "eu não quero isso", "não preciso disso"ou "não posso pagar por isso agora" teria evitado alguns desgastes desnecessários.

Falar abertamente sobre dinheiro, sobre nossa relação com ele não faz de nós muquiranas e egoístas. É o primeiro passo para pensarmos no dinheiro como algo positivo, como uma forma de concretizarmos nossos planos e começar uma mudança de vida.

Agora que já comecei e plantei a sementinha aí em você, vamos conseguir falar sem entraves e o próximo texto será sobre saber onde estamos, o que temos e descobrir onde queremos chegar em relação ao nossos objetivos e o dinheiro que precisamos para alcança-lo. 

Até a próxima!
   

Esse é o primeiro de uma série de 5 textos sobre a minha educação financeira e como venho me organizando para fazer meu dinheiro me ajudar a alcançar as minhas metas de vida. Em breve compartilho com você as fontes que estou utilizando para estudar.
 
controle financeiro

Comentário(s) pelo Facebook:

2 comentários:

  1. Ameiii seu texto me identifiquei muito anciosa para os próximos! Obrigada por compartilhar seus conhecimentos! ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu tempo Faby! Mas na verdade a ideia é irmos aprendendo juntas, eu só estou compartilhando minha jornada. Até o próximo texto!

      Excluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.