12 de mai de 2016

Na sua estante: HellBlazer - John Constantine, o capote do Diabo

donna rita Na sua estante: HellBlazer - John Constantine, o capote do Diabo...

Esqueçam Keanu Reeves, por favor. Se você chegou até aqui acho que isso não será um problema...

Um mago escroto, ocultista, exorcista, punk com um passado fudido lascado em busca de se livrar de seus fantasmas. Uma missão extremamente complicado.

Constantine é uma das franquias de quadrinhos mais fodas legais que já vi. Assim como Watchmen, Cavaleiro das Trevas, Supremos, HellBlazer figura entre as minhas obras mais queridas. Para você que não conhece, John Constantine é um mago que carrega o fardo de exorcizar as forças sobrenaturais que aparecem pela sua frente. Desafios a demônios, intrigas sobrenaturais, idas e vindas do Inferno é algo muito comum em suas histórias. Uma espécie de Dean Winchester, só que bem mais sombrio, lazarento, poderoso e sarcástico. John já fez o Diabo tomar uma cerveja de água benta, enganou os príncipes irmãos das trevas se tornando imortal. Ele simplesmente chutaria o traseiro dos irmãos Winchester.

O seriado era bom, Matt Ryan foi mais parecido com o personagem da hq. Eu particularmente gostava, a história prometia ter a mesma pegada, ou pelo menos mais parecida com os quadrinhos. Mas a opinião pública o rejeitou. Lamento, talvez seja impossível fazer algo relacionado a Constantine com a fidelidade das hqs nos dias de hoje. Tem muita coisa "politicamente incorreta" em um ambiente só. E os temas são muito fortes e adultos, isso o torna um anti-herói bem underground. 

Talvez um dia, se a Netflix tiver a oportunidade de colocar as mãos em HellBlazer saia algo mais interessante. Fica a dica!

"O capote do Diabo" traz um dos últimos arcos de Constatine pelo selo da "Vertigo" (linha adulta da DC). Nela, John encontra-se em um estado de semi aposentadoria, casado, querendo se ver longe das aventuras nas trevas. Ele simplesmente não quer mais brincar, pediu pra sair. Mas nada é simples na família Constantine. John se vê obrigado a mergulhar em desgraça novamente, agora pelas mãos de sua sobrinha Gemma, o último laço remanescente de sua família.

Contextualizando...

No arco anterior "Cravos Sangrentos" John casou-se e na festa de seu casório sua cópia do mal (que saiu diretamente do inferno para substituí-lo) estuprou sua sobrinha em plena festa de casamento. Cenas fortes como essa são muito comuns em HellBlazer. John tentou explicar a situação, mas creio que nunca foi perdoado completamente. Essa seria uma situação muito difícil de explicar mesmo, bafão. E não parou por aí não, Gemma ainda roubou o capote de seu tio para conjurar um demônio a fim de matá-lo. Coisa bem digna de casos de família.

donna rita Na sua estante: HellBlazer - John Constantine, o capote do Diabo...

"O Capote do Diabo" começa com o casaco do estimado Constantine perdido. Você pode até pensar que não passa de uma besteira, mas não é pouca coisa não. Encharcado com sangue de humanos, anjos e demônios, bebidas baratas e cigarros, o capote sobreviveu a tantas coisas quanto seu dono. Logo, ele se tornou algo mágico, uma relíquia, até mesmo dotado de uma consciência capaz de manipular as mentes mais frágeis. Uma espécie de objeto amaldiçoado.

Além de ser um sobretudo, funciona também como um para raios. Constantine sofre com várias alterações no mundo da magia enquanto está sem o seu estimado capote. É uma história extremamente rica, sombria, onde o protagonista se encontra envolvido com o próprio príncipe das trevas. De quebra se envolve com a máfia, vai até o inferno e reencontra a alma da irmã que está por lá perdida. É uma leitura muito boa, os roteiristas vão longe para construir uma narrativa de horror bem digna ao histórico do personagem.

Eu, que gosto muito de sentir "medinho", tenho John Constantine como um dos meus personagens favoritos. Leia, eu sei que você vai gostar também.

Título: John Constantine – Hellblazer: O Capote do Diabo
Autores: Peter Milligan, Giuseppe Camuncoli e Stefano Landini
Gênero: Terror
Editora: Panini Comics
Ano: 2016
Idioma: Português
Páginas: 92
Acabamento: Formato americano
Bjoss, abraçoss e até a próxima!

Comentário(s) pelo Facebook:

Um comentário:

  1. Eu quero tanto, mas taaaaaanto, ler essa HQ desde o comecinho!!! Lógico que o que eu queria mesmo era ter tudo em versão física, mas nem tudo vem fácil nessa vida. Eu não tenho a menor dúvida de que o Constantine vai ser um dos meus personagens favoritos da vida - já o conheço um pouquinho de Sandman e Books of Magic e tenho certeza que a HQ dele vai ser bem o meu estilo!
    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.