27 de abr de 2016

Na sua estante: Caixa de Pássaros

Não abra os olhos!

Histórias que se passam em um cenário pós-apocalíptico não são novidades. Já fomos devastados por zumbis, aliens, catástrofes naturais, vírus, bactérias, guerras nucleares... Nossa literatura e cinema já abordaram o assunto por vários prismas e quando eu achava que não encontraríamos mais nenhuma forma original de acabar com o mundo que conhecemos, eis que surge uma inesperada...

Você já se imaginou sem poder enxergar? Não, não estou falando em perder a visão, estou falando sobre não poder olhar, em não poder usar esse sentido, em não poder abrir os olhos!
É isso que acontece em Caixa de Pássaros
Começa de forma isolada, como outro caso qualquer de insanidade, daqueles explorados a finco pelas mídias sensacionalistas. Logo, notícias de outros casos muito semelhantes começam a se espalhar. Não são mais isolados, estão perto e acontecendo com frequência. Não se sabe o que, mas existe algo lá fora que faz as pessoas enlouquecerem, ficarem violentas, atacarem quem está a sua volta e depois se suicidarem. O que essas elas viram para ficarem assim, enlouquecidas?
As pessoas passam a não sair. Janelas são tampadas com panos, madeira, papelão. Aos poucos o mundo vai parando. Não é mais seguro manter os olhos abertos, há algo que não se pode ver...

Tentando sobreviver, um grupo de pessoas se reúne em uma casa, tentando conviver com o "novo mundo" que se estabeleceu. Entre elas está Malorie, que no meio de todas estas mudanças se descobre grávida e sozinha. Ela chega a casa após se lembrar de um anúncio no jornal, que oferecia abrigo a todos os que precisassem, visto antes do caos se instalar.

O enredo não é linear, intercala presente e passado. Inicialmente isso me irritou um pouco, mas com o passar dos capítulos a narrativa se mostrou fluída, encaixando as partes da história, que mesmo contada em terceira pessoa, me fez "sentir" os acontecimentos a partir dos olhos vendados de Malorie e dos outros personagens. Lá pelo décimo capítulo eu já estava tão envolvida que não conseguia parar de ler. E só o fiz quando terminei, em 4 dias, que para mim, é um recorde.

Uma ressalva: se você é uma pessoa que precisa de mil respostas e explicações, pode ficar um tanto frustrada com este livro. A intenção do autor é nos fazer sentir, é desenvolver o medo do desconhecido, o terror psicológico, afinal, como explicar aquilo que não se pode ver? E acredite, isso não afeta nem um pouco os rumos da história.
O desfecho do livro não é dos mais surpreendentes, creio que deixa aberta a possibilidade de uma continuação, mas não estraga a experiência de suspense e mistério vivenciada durante a leitura.
Caixa de pássaros (Bird Box, no original) é o romance de estreia de Josh Malerman, publicado pela Editora Intrínseca. Tem 272 páginas e foi comprado na Livraria Cultura, durante a nossa "folia literária 2016" - O Sr. Marido já explicou, mas para quem está chegando, folia literária é nosso evento anual carnavalesco, em que optamos passar esta data visitando livrarias em São Paulo.

Assim como Josh, eu também estou estreando, mas no mundo das resenhas! rs. Espero que tenha feito jus a boa leitura que este livro me proporcionou e que vocês sintam vontade de ler Caixa de Pássaros, com certeza vão se surpreender.

Nota:
Faz favor pra tia, se gostou da resenha, deixa um comentário me dizendo, assim eu saberei se devo ou não continuar escrevendo sobre livros ou se deixo isso apenas como encargo do Sr. Marido e paro de me intrometer nas atribuições dele... kkkkkk.

Beijitos!

Comentário(s) pelo Facebook:

4 comentários:

  1. Pode continuar resenhando, por favor! Sr marido faz isso muito bem, e você também!

    Sobre o livro, simplesmente: quero ler! Achei a sinopse bem interessante e diferente e por isso colocarei na minha listinha. Beijo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Paty, vou tentar continuar rsrs. E o livro é ótimo, com certeza você vai curtir. Beijos

      Excluir
  2. Jura que é sua primeira resenha? Ficou ótima.
    Esse livro tem tudo para me conquistar, ele já esta na minha lista.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a primeira sim Camila, que bom que gostou. Certeza que você vai gostar.
      Beijos

      Excluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.