18 de dez de 2015

Conversa de café: Star Wars episódio VII... No spoilers

donna rita - conversa de café - Star Wars episódio VII

No Spoilers...
Essas são as impressões de merda de um grande amante da trilogia clássica

E eu chorei... Sei que essa é uma prática minha comum, mas chorei até na hora comprar coxinhas após o filme. O que significa que mexeu bastante comigo.

17/12/2015 foi o dia em que fui desconfiado ao cinema - o hype quando é muito grande me assusta um pouco. Apesar de toda a divulgação positiva feita em cima do filme, apesar de ter ali a mão de J.J. Abrams e não mais a de George Lucas, eu ainda achava que algo podia dar errado. Eu sentia um distúrbio na força, algo que me incomodava. Uma dor já pensando naquilo que poderia vir, talvez seja o excesso de midi-chlorians acumulados durante a terrível experiência dos episódios I, II, e III...

Ainda estava terminando de digerir toda aquela porcaria - e foram necessários alguns anos para esquecer - quando minha esposa teve a brilhante ideia de assistirmos a saga toda, uma espécie de esquenta para o que estava por vir. Tentei convence-la que só era necessário assistir ao IV, V e VI; mas não, tivemos de assistir a todos. E as dores tornaram a tomar espaço novamente em meu âmago.  Aquele gosto amargo voltou para minha boca.

Eu tenho como hábito não acompanhar a histeria que precede a estreia de algo que desejo muito assistir. Acredito que quanto mais baixa a expectativa melhor, mas como fugir de Star Wars? Dessa vez eu não consegui e acabei acompanhando todas as divulgações. O que me aliviou ao saber que J.J. pretendia utilizar somente a história da trilogia clássica. Foda-se, que se exploda o universo expandido eu quero cada vez mais do clássico, e eu consigo ser muito feliz assim.

Acho que esse foi o segredo do sucesso do mais novo filme da franquia. Star Wars - que tinha ganhado aquela capa de "ficção científica" com a trilogia nova - voltou as suas origens, voltou a ser um filme de "fantasia". Houve aí uma troca de gênero, um acerto muito bem feito. A franquia sempre encantou por causa da fantasia, da capacidade de imaginação que ela desperta, e foda-se de onde o jedi tira a Força. J.J. resgatou aqueles tempos saudosos em que a Força era tratada como um mistério, como algo religioso.

A verdade é que ninguém se interessa pela quantidade de midi-clorians que existe nas células de um Jedi, sr Lucas 

donna rita - conversa de café - Star Wars episódio VII
Eita, que saudades que eu tinha da turminha clássica.
Mesmo assim, entrei um pouco desconfiado na sessão...

Pensando agora, friamente, após o filme: trazer J.J. Abrams; ignorar os episódios I, II, III e todo o universo expandido; afastar George Lucas; tirar todo aquele excesso de CG, jogar a franquia nas mãos da Disney; encaixá-la novamente nos moldes de uma fantasia, trazer a turminha das antigas novamente. Não tinha como dar errado. 

Mas não terminou por aí. Star Wars episódio VII é um filme feito por um fã para os demais, então o componente emocional conta muito nessas horas. J.J. brincou com minhas emoções. Me fez odiá-lo e amá-lo ao mesmo tempo e tudo isso ao som das músicas de John Willians, não aguentei e chorei. E ainda chorei mais algumas vezes depois...

Agora - mais calmo - aplaudiria o final da sessão, assim como aqueles que estavam ali comigo, compartilhando aquele momento mágico.

donna rita - conversa de café - Star Wars episódio VII

Deixando de lado um pouco o discurso apaixonado, é lógico que o filme tem algumas falhas, é natural. Mas eu fui pego de jeito, vi tudo o que queria e até o que não queria. Gostei, SW VII valeu cada centavo e cada minuto de espera, e que venha mais.  

A força realmente despertou, e fez nascer em mim uma nova esperança de que os próximos filmes serão ainda melhores.

Assista ao filme, compra os bonequinhos todos, compra o sabre de luz para as crianças, joga lá o novo battlefront. Aproveita esse momento especial e curta o que puder dessa maravilhosa franquia que ressuscitou dos mortos.

Um abraço, um bj e um queijo e que a força continue com todos nós...

E eu que achava que "Mad Max Fury Road" seria o maior block buster desse ano.... rsrsrs

Comentário(s) pelo Facebook:

8 comentários:

  1. Ainda não sei quando vou poder assistir, mas tô me preservando para o momento! É capaz de eu desfilar com minha toalha de praia temática antes de ver o filme, hahahaha.
    Beijo nos dois!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha... Aqui em casa atualizamos o nosso estoque de produtos Star Wars, entre camisas e livros... rrsrs

      Espero que já tenha assistido a essa altura, e cuidado com os spoilers por aí na internet..

      Obrigado pela visita novamente...

      Bjss e abraçoss

      Excluir
  2. Eu tbm chorei e não foi pouco =(
    Chorei em várias cenas e terminei a sessão me questionando e querendo assistir outra vez =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde que vi estou seco para ver de novo.. Acredito que sou capaz de chorar novamente, o filme mexeu muito comigo...rrsrs

      Excluir
  3. Depois de ler seu texto fiquei mais ansiosa pra ver!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é excelente, umas das melhores coisas já feitas em matéria de cinema. Agradeço todos os dias por George Lucas ter vendido a franquia para a Disney. Vai lá que você vai se entreter, e bem demais ..rs
      bjss

      Excluir
  4. Depois de ler seu texto fiquei mais ansiosa pra ver!

    ResponderExcluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.