31 de out de 2015

Na sua estante: Os mistérios do "O demonologista"

donna rita - na sua estante - o demonologista

Queridos amigos e amigas. Não aguentei....

Me rendi ao hype e decidi ler o tão famoso best-seller de Andrew Pyper. Muito também se deve a minha curiosidade em relação ao título. Apesar de ser bastante cético, confesso que o tema me exerce uma certa atração, isso pode ser refletido nas inúmeras vezes em que assisti ao exorcista. Eu sou aquele tipo de pessoa que não acredita, mas tem sempre um pezinho atrás em relação a certas coisas. Infelizmente, não tenho a mesma frieza do Padre Quevedo para lidar com o sobrenatural.

Filmes e seriados com o tema de possessão sempre me atraíram muito. Deve ser a sensação de medo que eles causam - eu gosto de sofrer alguns sustinhos, tenho problemas, eu sei -  alguns nem tanto. Mas livro eu nunca tinha lido até então...

Mas o que esperar dessa obra?

Uma breve olhadela pela sinopse já foi o suficiente para eu comprar a ideia do autor. Me rendi. Um professor universitário chamado David Ulman - especialista na figura do demônio em diversas culturas - se encontra em uma situação de merda onde toda a sua incredulidade é colocada em cheque. Um estudioso de religiões que é ateu - muito comum eu diria -  eu mesmo conheci vários durante minha estadia na faculdade, mas é um fato que pode ter pegado alguns leitores desprevenidos.

Aqui nesse ponto é possível estabelecer uma comparação entre as obras de Pyper e Dan Brown. David Ulman é uma versão mais desgraçada de Robert Langdon. Ambos são personagens acadêmicos que tem suas crenças abaladas no decorrer da narração e, ambos têm uma figura mística atrás do plano de fundo. A diferença é que Ulman é um pouco mais azarado, tomou um galho e perdeu a esposa, a filha foi sequestrada e a melhor amiga está para morrer de um câncer terminal.... Vida de merda...

Por isso o cidadão não pensou duas vezes em aceitar um emprego de um anônimo excêntrico, ainda mais em Veneza. Dinheiro fácil e ainda por cima passaria um tempo tranquilo com sua amada filha... Eu aceitaria a proposta por muito menos, diga-se de passagem.

Em Veneza, Ulman teve o seu primeiro encontro com o sobrenatural.

Sua tarefa era registrar um caso de possessão, e desde então o demônio colou em si como um carrapato "saltando" nas pessoas ao redor - meio parecido com aquele filme merda do Denzel "Possuídos", mas no livro a ideia ficou legal. Ao retornar ao apartamento, o demônio saltou em Tess - sua filha - e sequestrou-a, dando início a jornada do herói.

Daí para frente a aventura se desenrola numa narrativa frenética, uma corrida de gato e rato, onde a personagem se vê obrigada a percorrer milhares de quilômetros resolvendo inúmeros enigmas - baseados na obra do poeta John Milton sobre a figura de Lúcifer, sua especialidade -  para descobrir o paradeiro de sua filha sequestrada, ainda por cima sendo perseguido por um brutamontes misterioso. No melhor estilo Dan Brown.

donna rita - na sua estante - o demonologista

O que me incomodou profundamente é a narração no tempo presente. Acho que deve ser falta de costume, ou até mesmo implicância da minha parte, não estou acostumado com esse tipo de narração. Aqui a história é contada pelo próprio David Ulman, tudo é relatado através de suas perspectivas no momento em que elas ocorrem.

O que são aquelas malditas "aspas" no lugar onde deveria estar o travessão? Eu sei que é birra minha, e entendo que isso faz parte da arte da editora - Darkside -, mas um dia quem sabe eu me acostumo. Foi outro ponto estranhíssimo, mas de certa forma me fez quebrar alguns paradigmas.

A arte do livro é muito boa, e inclui até um posfácio sobre John Milton, interessante para completar a imersão da história. E algumas ilustrações de cunho "capirotístico" podem ser encontradas nos intervalos entre os capítulos. Tudo isso foi realmente muito bem feito.

Em suma....

O "Demonologista" é uma obra muito boa - acredito que não mais do que isso - traz um clima de tensão durante a narrativa, mas não foi capaz de me causar nenhum sustinho. Fiquei no máximo um pouco tenso em algumas passagens. A obra é muito imersiva, o que faz com que você mergulhe de cabeça naquele mundinho e termine rapidamente. Como eu disse anteriormente, o autor é bom em fazer você comprar a ideia do livro. Eu pelo menos, não consegui para até chegar ao fim do mistério.

Conta com uma arte fodástica muito bem trabalhada, e tá barato demais, nem trinta reais no Submarino. O custo benefício é muito grande grande.

OBS* Minha intenção não foi acusar o autor de plágio. Pyper tem muita influência de Dan Brown, isso é normal. Todos temos influências e inspirações, eu mesmo tenho várias. Por favor, sem "mimimis"...

Queridos amigos...

Esse foi o especial do "Halloween" ou do dia do "Saci", escolha o que for de sua preferência...

Um abraço, um aperto de mão e até a próxima...

Se você se interessou pela obra e pretende adquiri-la, clique aqui no link "O Demonologista", e nos ajude a comprar o leite do pobre Rockynho, ele merece...

donna rita - na sua estante - o demonologista


Comentário(s) pelo Facebook:

16 comentários:

  1. Cara, você me fez querer muito esse livro, fiquei com muita vontade de lê-lo (fica esquisito, né? "Lê-lo"). Assim que tiver um dinheirinho vou comprar o Demonologista com certeza! A história parece ótima e o livro é maravilhoso, com essa cara de livro antigo e cheio de ilustrações loucas tem como não amar?
    Sua resenha foi perfeita, como eu disse, me convenceu a ler. Já vou ver a próxima haha
    Beijos de luz!
    Sem ser Blasé

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O design do livro é excelente mesmo... A DarkSide está realmente de parabéns ...
      Depois q vc terminar de ler aparece aqui d novo para deixar as suas impressões ... rrs
      bjss

      Excluir
  2. O design desse livro é maravilhoso <3, a primeira vez que vi, fiquei babando! DarkSide coloca as outras editoras no chinelo com essas edições incríveis de capa dura e preço de banana <3

    Eu estava super curiosa sobre o livro, mas desanimei porque uns 95% das resenhas que vi foram negativas :[
    Você me deu um certo ânimo pra tentar de novo, hahaahhahahaha, vou procurar \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrrs... É o que te falei ... Não é uma obra excelente, invejável, mas é um bom entretenimento. Algumas passagens são realmente tensas, instigam a curiosidade ..rrsrs

      Espero que goste muito ...

      Bjss

      Excluir
  3. Olá!!! Não conhecia o livro e confesso que não o comprarei hahahahaha!!! Não é o tipo de livro que eu gosto de ler, digamos que eu não goste de sentir medo hahahaha, gosto é dos romances, sou uma boba eu sei, mas eu gosto dos livros de romances sim, gosto dos finais felizes, gosto das coisinhas fofas e cutes mesmo hahahaha! Mas o teu texto foi muito bem escrito, gostei bastante!!! Abraços www.minhanegracor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena que vc não tenha gostado do livro ... srsr .. Dá uma chance pra ele. Leia as primeiras trinta páginas, se não gostar mesmo assim aí vc desencana de vez ... Eu sempre faço isso ...

      Valeu pela participação ...

      Bjss

      Excluir
  4. Poxa, posso abraçar o Ulman? Hahah
    E deu uma super vontade de ler! ^^ Adoro livros que chamam a atenção pro desconhecido e coizadumal! :P
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk... Eu também adoro muito o inexplicável ....

      BJsss

      Excluir
  5. Nossa! Arrepiante, já gostei muito dessas coisas sobrenaturais, mas hoje eu não tenho mais essa coragem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk... É só ler durante o dia, funciona... Agora, ler antes de dormir é um pouco arriscado ...rssr

      Excluir
  6. Nossa, até eu fiquei interessada no livro agora, confesso que já filmes aos montes nesse estilo e livro então nem se fala.
    Gostei muito, mais um na minha lista para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloque -o em sua lista e não se arrependerá ...rrsrs

      Bjss

      Excluir
  7. Oie, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro, mas só hoje já vi várias resenhas sobre ele, parece ser muito bom. Esse estilo de terror me deixam um pouco com medo na hora de dormir haha Sua resenha ficou ótima. Beijos, Érika

    ~www.queroseralice.com.br~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha que o livro é bom ... rsrsr
      Melhor que muito filme que tem por aí ...rsrs

      Bjss

      Excluir
  8. Que livro louco meoo. Eu nao sei o que da em mim que assisto ou leio essas coisas por pura curiosidade mas depois fico com medo de dormir sozinha no escuro. Vai entender essa pessoa? Mas eu gostei da forma que o livro aborda o terror, acho que vou colocar ele na minha lista de compras. Adorei a resenha do livro, beijos flor <3 http://joicyrecco.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho muito medinho. A primeira vez que assisti "O exorcismo de Emily Rose", e foi durante a madrugada ainda, não consegui dormir direito. Tive alguns sonhos meio perturbadores, mas não foi nada demais... rrsrs

      Que bom que gostou, apareça mais..

      Bjss

      Excluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.