6 de ago de 2015

Eternizando suas lembranças: álbuns para fotos


Há alguns dias eu andei me questionando sobre o que estamos fazendo com nossas memórias. E ao fuçar por aqui, percebi que tenho muitas fotos antigas soltas e milhões talvez bilhões, não sei ao certo de fotos na memória do computador... Já diz o ditado: "em casa de ferreiro, o espeto é de pau!"

Algumas mudanças estão sendo feitas para contradizer este ditado. Já faz alguns dias que ando separando as fotos que pretendo mandar revelar, ou melhor, imprimir para montar alguns álbuns. E essa mudança não é só minha não, ando vendo muita gente voltando a guardar suas fotos e cuidando delas com carinho para que possam sempre ser vistas. Uêba, viva ao analógico!

Da reflexão anterior surgiu uma nova: afinal para que diachos tiramos fotos? Apenas para vê-las no momento exato em que as tiramos com nossos equipamentos digitais modernosos? Para postar nas redes sociais nosso melhor ângulo naquela selfie maneira no banheiro do "shopicenter"? Ou é para guardarmos e lembrarmos de momentos especiais de nossa vida? Pensei e respondo: assinalo todas as alternativas! É sério! Acho justo que cada um faça o que bem entende das suas fotos, mas convenhamos, não dá para comparar as fotos nossas de cada dia com as fotos nossas daquele dia! E são essas que merecem um cantinho especial para chamar de seu, no caso, irão parar nos álbuns.


Um álbum é um livro em branco. Um livro que você vai escrever e ilustrar com sua história.
Ele se diferencia de um livro usual por ter compensações em sua estrutura para evitar que ao se inserir as fotos ou outros elementos, ele fique com o que costumamos chamar de "boca aberta" (sabe, tipo agenda de adolescente?). Também não é apropriado usar elásticos ou outros fechos apertados, para que ele não fique com uma "barriga gordinha" que possa causar algum dano a estrutura da peça ou ao seu conteúdo. Nele você pode colocar além de fotos tudo aquilo que lhe servir como lembrança: tickets de viagem, autógrafos, flyers, convites, documentos, enfim, tudo que quiser!


Geralmente, dividimos nossos álbuns por temas: nascimento, aniversário, batizado, casamento, viagens... Essa é uma forma de organização e também é melhor para a personalização, você consegue deixá-lo com a carinha que você quiser, combinandinho com a história que você vai contar.


Por isso, os álbuns são ou deveriam ser  peças confeccionadas para durarem por muito tempo, passando de mão em mão nas tardes de domingo e nas reuniões de família. Oh saudade! Então se sua intenção é que seus netos possam ver as suas fotos e que suas lembranças sejam passadas para as próximas gerações, fique atento para a estrutura da peça que você vai adquirir, além de se atentar aos materiais que são utilizados em sua produção.

Não é a toa que os álbuns são os itens que mais gosto de fazer! Quer presente melhor e mais duradouro do que um lugar para guardar memórias? E lá na loja virtual do Donna Rita você encontrará diversos modelos de álbuns e com certeza algum deles vai combinar com o momento que você deseja eternizar. Se quiser ver os modelos disponíveis, clique aqui. 

Logo eu venho mostrar como o meu álbum está ficando (e aproveito para dar umas dicas de como colocar suas fotos nele) e também trarei novidades, aguarde e confie! 

Agora me conta, quais lembranças você gostaria de guardar para sempre?

Beijitos





Comentário(s) pelo Facebook:

8 comentários:

  1. Oiiii Ritaa!
    Eu super concordo, aqui em casa temos imprimido nossas fotos, pois senão se perdem, e eu adoro aquela coisa de pegar o album e folhear, acho que as fotos são o que ficam não é mesmo?
    Adorei seus álbuns, como sempre uma capricho só!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Erika!
      Eu já perdi muitas fotos nessa onda de deixá-las na memória do pc... Não quero que isso aconteça mais. Eu tenho lembranças tão boas de quando era girininha por causa das fotografias, elas são como uma chave que liga a lembrança daqueles bons momentos e ter os álbuns para folhear, dividir com os outros, é ter história pra contar...
      Beijos

      Excluir
  2. Que lindo teus álbuns! Tô fazendo um aqui em casa para colocar as fotos minhas e do meu namorado. Mas também rola processo inverso: enquanto que preciso "revelar" as fotos digitais, também quero muito scannear todas as fotos antigas para não se perderem com o tempo! E haja tempo para fazer tudo isso, haha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mariana, que bom que gostou! Eu também digitalizei algumas fotos antigas, mas eu tenho fotos aqui com mais de trinta anos e como estão bem guardadas em seus álbuns, estão super bem conservadas, não sei agora como fica a durabilidade das fotos impressas, por isso melhor guarda-las bem! E o jeito é ir fazendo aos pouquinhos, um dia terminamos...

      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  3. Que álbuns lindos!!! Eu tenho todo um carinho especial por fotos, minha família sempre adorou fotos (especialmente a minha vó, que tirava fotos dos netos todos os anos no mesmo lugar). Uma das minhas vontades quando eu finalmente comprar a minha casa é encher ela de fotos: das pessoas que eu amo, dos bichos que alegram nossa vida, dos momentos felizes. E fotografia é um negócio incrível, a tecnologia ajuda tanto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofa sua vó! Imagina que lindo ver essas fotos depois?! Adorei... A tecnologia é ótima no caso da fotografia, você tira a foto e já a tem! Sou da época em que se levava uma semana para poder ver as fotos depois de levá-las para revelar... Kkkkk mas o que me incomoda é o fato de elas serem tiradas aos montes, mas serem pouco lembradas...

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  4. Tava folhando nossos álbuns de família ontem mesmo e me perguntava a mesma coisa. Por que não temos mais esse hábito tão bacana? A comodidade do digital tem suas desvantagens. E nem preciso dizer que super amei o seu trabalho, porque né, nem tem como não amar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Fernanda! Eu adoro fazer esses álbuns, faço com todo carinho, como se fossem pra mim. Adoro saber que algo que eu fiz vai guardar as lembranças boas de alguém... Acho que vou iniciar uma campanha por um mundo mais analógico... Rsrs.
    Beijo

    ResponderExcluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.