7 de ago de 2015

Conversa de café: Sobrenatural/A origem: "...Come on Bitch!"

donnarita-conversadecafe-sobrenatural-origem

Sem Spoilers...
Garotinho....

"Sobrenatural: A Origem" surgiu e como já havia assistido os dois primeiros resolvi dar uma chance para o terceiro. Na verdade fiquei um pouco instigado devido a propaganda feita, e admiro o trabalho do cineasta "James Wan", agora atuando como produtor, desde a "Invocação do Mal" - que sinceramente, acho um dos melhores filmes dessa nova safra do terror. 

Junto com a Donna Rita assisti aos dois filmes anteriores para me atualizar. Feito isso corri para o cinema mas próximo - Mogi das Cruzes, o cinema ficou ótimo diga-se de passagem.

Logo de cara me senti um pouco enganado. Esse subtítulo em português - "A Origem" - é capaz de gerar alguma polêmica, pois não representa muito bem a realidade. Ele cria uma falsa expectativa, uma vez que você pode ser levado a acreditar que é uma referência ao que vai acontecer na família Lambert (capítulos 1 e 2). Não. O filme se concentra muito mais na figura de Elise e sua trupe de investigadores paranormais. Essa é a origem a que o título se refere. A forma como é construída a relação entre eles é excelente, além de engraçado. O filme tem algumas doses de humor "negro".

Não se preocupe que isso não é spoiler. Essa situação pode ser percebida logo nos primeiros minutos de filme. É muito mais um desabafo de minha parte. Acredito que é uma falha muito mais de quem legendou do que dos próprios produtores... Mas vamos lá, direto ao "Sobrenatural: A Origem"

donnarita-conversadecafe-sobrenatural-origem
Elise protagonizou uma das melhores cenas de combate ao sobrenatural..

Esse novo capítulo traz a história de uma jovem, Quinn, uma aspirante a atriz que acredita fazer contato com  espírito de sua mãe - vítima de câncer. Aí começa a merda a grande moral, a grande citação do filme: "...Quando se chama um espírito, todos os demais podem escutar...". Presta bem a atenção porque esse pode ser um ensinamento para a vida. Morreu, deixa tudo como está, não vá se meter a besta com o que não conhece...

A jovem, na intenção de intensificar o diálogo com sua suposta mãe, procura Elise. A médium se encontra aposentada devido a um trauma que se desenrola no decorrer do filme. Resumindo, temos novamente a história - agora feita de uma maneira mais madura, e até mais assustadora, talvez devido a troca na direção - de uma família assombrada por uma entidade maligna. É a mesma fórmula, porém mais bem aplicada. Me senti mais incomodado em assistir esse filme, não tive essa experiência com os outros.

A ligação com os filmes anteriores é feita não só através da figura de Elise, mas também em fatos e pessoas dos capítulos anteriores. Tudo é muito bem ligado, sem ser muito forçado, tudo bem amarradinho. Um ponto positivo para o filme.

Esse novo capítulo traz um ingrediente inédito na série. A protagonista é vítima de um acidente que torna as cenas de susto muito mais impactantes. Pelo menos pra mim, sou um pouco bundão quando se fala em coisas do além.

donnarita-conversadecafe-sobrenatural-origem

O terror de "Sobrenatural: A origem" se dá muito através de cenas de "sustos". Não é nada muito psicológico. A mecânica do susto acontece o tempo todo nessa porra. Essa parece ser uma prática que os produtores estenderam desde "Anabelle", talvez seja essa a fórmula do filme, ou simplesmente um vício da produção.

Sempre há uma cena de impacto acompanhada de um aumento drástico no áudio, causando um "bum" e por fim o susto. O lado psicológico da coisa é pouco usado, somente nas cenas em que há imersão dos personagens no mundo do além. 

Se você é fã do gênero, acompanhou o andamento da franquia e é chegado num bom filme de horror, com certeza precisa assistir "Sobrenatural: A origem". O filme se manteve muito fiel a linha criada nos dois anteriores, tem a mesma pegada. Agora se você não assistiu nenhum, acredito que vai perder um pouco da experiência.

Esse, como eu disse anteriormente, na minha humilde opinião fecal é o melhor dos três capítulos. É a prova de amadurecimento de toda a franquia.


Esse foi mais um post do Sr.Marido que escreveu e saiu correndo pegar sua lanterna para adentrar o além...




Comentário(s) pelo Facebook:

2 comentários:

  1. Eu adorei o primeiro Sobrenatural e gostei do segundo. Não sabia sobre s estreia do terceiro e já estou frenética! Me empolguei muito com a sua opinião sobre este ser o melhor dos três, já quero correr pro cinema agora mesmo! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha que é bom... Se vc gosta de filmes com bons sustos eu super recomendo. E sim, acredito que esse é o melhor dos três, o mais bem acabado....

      Valeu pela visita...

      Bjss

      Excluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.