29 de jul de 2015

Conversa de café: Homem formiga e seu superado complexo de inferioridade...

donna rita - conversa de cafe - homem formiga

Querido leitor...

Se você não é muito chegado em quadrinhos deve ter ficado desconfiado quando a Marvel anunciou o filme de mais um  vingador - isso mesmo, ele é um vingador e um dos mais legais. Pode até ter pensado que não caberia um herói tão diferente nesse universo cinematográfico tão rico, um herói tão pequeno ao lado de nomes e marcas tão fortes. Guarde todo o seu receio para o "Quarteto Fantástico", esse eu só acredito vendo... 

A MARVEL é foda demais e provou mais uma vez que é capaz de fazer qualquer coisa...

Homem-Formiga é um filme leve e super engraçado. Paul Rudd mandou bem demais sendo Scott Lang, mas quem roubou a cena foi o velhinho carismático Michael Douglas sendo Hank Pym, o primeiro Homem-Formiga - foi bom demais vê-lo novamente em um filme. Tudo isso é muito light e bacana, mas o querido Ant-Man tem um passado muito complexo, talvez seja um dos heróis mais "quebrados" psicologicamente de toda a Marvel, mais até que o próprio Doutor Banner... Para saber mais do que estou falando é só dar uma olhadinha nos SUPREMOS...

donna rita - conversa de cafe - homem formiga - supremos
Fica a dica de leitura...

No universo dos Supremos Hank Pym é uma persona extremamente abalada, dona de um grande complexo de inferioridade, uma pessoa quebrada como já foi dito. O seu poder é uma metáfora a essa síndrome. Aliás, ele possui também o poder de aumentar seu tamanho, não só diminuir, disse isso por mera curiosidade. Em uma das passagens ele agride fisicamente sua companheira - a Vespa - por ciúmes, por se sentir menos do que os outros vingadores. Daria para fazer um filme denso, bem dramático...

Isso que é o mais lindo do universo Marvel, todos os heróis são falhos, são todos muito humanos, ao contrário dos deuses da DC. 

Acredito que foi devido a toda essa complexidade que optaram por fazer um filme tendo Scott Lang como protagonista e não o velho e quebrado Dr. Pym. O filme ficou mais leve, comercializável, e mais de acordo com o Universo Cinematográfico da Marvel. Mesmo assim respeitaram o espírito do Hank Pym, Douglas encarnou um velho explosivo e cheio de amarguras.

Muitas alterações foram feitas, cinco roteiros escritos e uma troca na direção do filme. Homem-Formiga foi bem problemático, bem mais complicado do que se esperava de um personagem não tão conhecido, e o resultado acabou sendo satisfatório... O filme é bom demais...

Sinceramente, acho que gostaria mais se fosse um drama, mas entendo que não era possível...

donna rita - conversa de cafe - homem formiga - hank pym

O enredo é coeso, os atores são excelentes - talvez com a exceção da Evangeline Lilly, talvez seja um trauma que eu tenha herdado tanto de Lost como de Hobbit - e as cenas de luta são tão boas quanto engraçadas. Tudo foi muito bem integrado ao universo Vingadores.  Para mais informações rolou uma conversa de café sobre Vingadores II, é só dar uma clicadinha no nome.

E gostei demais da piaba que Homem-Formiga deu em um vingador. Não vou falar qual para não estragar a surpresa de quem ainda não viu. Aqueles efeitos de crescer e diminuir em meio aos ataques foi muito bem sacado.


Assista e seja feliz.

E se você se interessou pelo universo Ultimate da Marvel e quiser saber mais sobre o Homem-Formiga e sua trupe, aproveite a promoção dos "Supremos" na LIVRARIA CULTURA.
 

http://oferta.vc/efAc

Ou clique na imagem acima e seja feliz...

Esse foi mais um post do Sr.Marido que escreveu, encolheu e saiu correndo...

15 de jul de 2015

Novidade: cartão Color face da Stratis!


Hi people!

Hoje vim falar pra vocês de novidades!!! 
Para compensar não ter visto muita coisa nova para a área de encadernação e cartonagem na Mega Artesanal deste ano, recebi aqui em casa da Stratis uma novidade que me deixou bem empolgada e que estou louca para experimentar, já cheia de ideias para novos trabalhos: o Cartão Color Face.


O Papel Cartão Color Face é o mais novo lançamento da Hörlle cartões reciclados - para quem não conhece, a Hörlle é uma tradicional fabricante do papel cartão cinza, que é matéria-prima das técnicas de cartonagem e encadernação (Dá uma olhada neste vídeo AQUI se você ainda não conhece o papel cartão cinza.), e a Stratis é um braço desta empresa, que oferece soluções ecológicas e criativas em papel cartão para diversos segmentos - é um produto exclusivo, feito com matéria-prima 100% reciclada, que recebe em uma das faces uma camada de tinta atóxica, disponível em 7 cores e em duas espessuras: 1mm e 2mm.

O Cartão Color Face só tem uma das faces coloridas, mas você pode acoplá-lo, ou seja, colar a face sem coloração de duas peças uma na outra e você terá uma peça de papelão com as duas faces coloridas (logo venho mostrar isso para vocês, aguardem...). E ainda, fazendo este processo, você vai conseguir obter mais duas espessuras diferentes. As 7 cores oferecidas são lindas de verdade! Eu gostei muito. Elas foram escolhidas com bastante cuidado e lá no Blog da Stratis você encontra textos falando de cada uma das cores utilizadas. E olha que bacana, se houver demanda, outras cores poderão ser desenvolvidas. Eu já quero vermelho, azul marinho, rosa claro, verde escuro, marrom... só aguardando! 
E eu também curti bastante o aspecto que ficou no Papel Cartão assim, colorido. Uma aparência um tanto rústica, mas ao mesmo tempo divertida e cheia de vida, que não se consegue com os revestimentos que temos disponíveis no mercado. 

Eu já estou aqui esperando chegar os que comprei - que estão disponíveis na Loja Virtual da Stratis nos tamanhos A4 e A3, em pacotes de 24 folhas - e já quero fazer alguns sketchbooks com costura exposta e uns álbuns com caixa. Juro que compartilho com vocês assim que chegar! Mas olha, fica a dica para a Stratis: disponibilizem um pacote com cores sortidas, por favor! Vai ser muito bacana e com certeza teremos muitas pessoinhas interessadas eu-eu-eu-eu!


E se você quiser saber mais informações sobre este produto, outros produtos da Stratis, ficar por dentro das novidades ou tirar alguma dúvida, basta clicar nos contatos abaixo:


Esperam que vocês curtam e usem essa novidade muito bacana. E por favor, venham me dizer o que acharam quando usarem e qualquer dúvida, só chamar!

Beijitos!

Este post é uma parceria com a Stratis, marca que conheço, utilizo e recomendo. As opiniões aqui expressas são verdadeiras e sinceras, não sofrendo influência da marca/loja citada. Como tudo que fazemos por aqui, com seriedade e carinho, as opiniões dadas tem o objetivo de apresentar o que realmente gostamos e te ajudar numa possível decisão em relação ao produto/marca/loja citada. 

13 de jul de 2015

Dia do Rock: 5 músicas com os melhores riffs/solos de guitarra...

donna rita - 5 músicas com os melhores riffs/solos de guitarra...

Querido leitor, hoje dia de Rock: I Wanna Rock !!!

Hoje é um dia especial para os amantes desse estilo que nasceu subversivo lá na década de 50. Embalado pela contracultura e criado pelos jovens, frutos de uma geração quase destruída pelos demônios  da Segunda Guerra. Os acordes frenéticos surgiram para silenciar os ecos das armas e dos massacres feitos pelos tanques de guerra. O Rock veio para preencher a lacuna de criatividade que existia na sociedade pós-guerra...

Tudo isso é super bacana, mas o objetivo maior dessa postagem é fazer uma lista com os cinco melhores solos/riffs de guitarra de todos os tempos, nessa minha humilde opinião de merda...

Eu, como guitarrista de merda  que fui, inspirado pela galera do Rotaroots, resolvi criar minha própria lista.

donna rita - 5 músicas com os melhores riffs/solos de guitarra...
I Wanna Rock..

1) Chucky Berry- Roll Over Beethoven...
Com todo o respeito a Beethoven, mas ele nunca fez o que Chucky Berry faz. Toma essa. Sinceramente, não tenho muito o que falar dessa fera. Esse vídeo abaixo fala por si só, e mostra o que é atitude Rock n' Roll...



2) AC/DC - TNT
Essa aqui figura entre as minhas favoritas tanto pelo solo do incrível Angus Young como pela música no geral. Foda...



3) Jimmy Hendrix - Purple Haze
Com licença, mas agora é hora de beijar o céu. Minha lista de solos favoritos não poderia ficar completa sem a presença do maior de todos os tempos: Jimmy Hendrix. Confere aí...



4) Motor Head - OverKill
E você acha que só o Paulo Ricardo que consegue tocar baixo e cantar ao mesmo tempo? Toma na sua cara (Sacanagem). Essa é uma das minhas favoritas do MotorHead, e ainda tem o Fast Eddie na guitarra.



5) Black Sabbath - Iron Man

DADADADADA TARARARARA TADADA..
"...Agora é a hora do Homem de ferro espalhar o medo..."
Eis a música mais sombria já feita para um herói de Hq's.



E para finalizar uma menção honrosa a Marty McFly, se ele não tivesse voltado ao passado, hoje, não teríamos Rock 'n Roll...



Muito bem. Essa foi a minha lista dos melhores solos/ riffs de guitarra de todos os tempos aqui dessa casa. Foi difícil escolher somente cinco, e com certeza cometi algumas injustiças, mas a vida é assim.

Um beijo, um abraço e um aperto de mão! E feliz dia do Rock n' Roll para todos...

Esse foi mais um post do Sr. Marido que escreveu e saiu correndo via Rotaroots...

5 músicas com os melhores riffs/solos de guitarra...
A próxima lista será sobre os cinco cantores que mais imitam instrumentos com a boca




9 de jul de 2015

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Oi pessoa bonita, cheirosa e bem penteada!

A tia voltou de sua ausência forçada e agora vou colocar essa joça aqui em dia, mesmo tendo dificuldade em digitar, com os dedos duros de frio e os pés congelados...

Começarei pelo evento mais recente: A Mega Artesanal 2015 - a maior feira de artesanato da América Latina! Prometo que este texto será menor que o do ano passado... mentira! kkkkkk Prometo tentar deixá-lo menor que o do ano passado, pronto! (pra ler o que rolou na de 2014, clica AQUI).

Muito bem, neste ano, Sr. Marido e eu fomos a feira como lojistas! Estamos chiques meu bem!
A intenção inicial era ir no primeiro dia de feira que é aberto somente para lojistas, mas por conta de empecilhos profissionais do Sr. Marido, como sempre não pudemos ir no dia pretendido. Para evitar a muvuca que é no final de semana, resolvemos depois de muito confabular, ir na sexta-feira no período da tarde. Até agora eu ainda não sei se foi uma boa ideia ou não... 

Como vocês sabem, moramos no interiorrrr de São Paulo, então para nós não é viável ir de transporte público. Já na primeira via do caminho pegamos trânsito e assim foi durante as próximas quase duas horas e meia de trajeto um inferno de frio e chuva. Nosso GPS ainda nos trolou e acabamos nos perdendo por uns 10 minutos, até os ânimos se acalmarem e o GPS colaborar.  Ao chegar lá, nada de trânsito e nem vias cheias, bem diferente do ano passado, entramos calmamente no estacionamento e a entrada para lojistas estava bem mais próxima do estacionamento do que a entrada para o público em geral.

O valor do estacionamento também sofreu com a inflação, custou R$35,00!!! Mas enfim, gastaríamos mais se fossemos de ônibus e metro...

Diferente de vários relatos que vi por aqui nestas avenidas internéticas, achei que não tinha muita gente, muito pelo contrário, estava tudo muito tranquilo, sendo possível andar a vontade e entrar nas lojas sem fila e sem tumulto. Não sei se era o frio e a chuva, ou o horário - chegamos por volta das três da tarde - mas a única fila que enfrentei, como sempre, foi a fila para o banheiro.

Algo que percebi e achei muito legal foi a presença de vários homens, não apenas acompanhando as esposas, mas como o Sr. Marido, participando, palpitando, se interessando pelos paranauês. Isso me soa como um sinal de que o artesanato está sim em um momento de crescimento e que está sendo visto pelas pessoas (e famílias) como uma fonte de renda, uma alternativa e até um estilo de vida. Estou curtindo isso!

Como chegamos um pouco tarde e a feira só ia até as 19 horas, não conseguimos ver tudo, mas deu para aproveitar bem as 4 horinhas que passamos por lá. Sendo bem sincera, não vi muita novidade assim, assim... Talvez porque muito do que vi por lá já tinha visto na Brazil Patch e Scrap deste ano... ou porque era tudo mais do mesmo mesmo kkkkkkkkk
Como sempre você vai encontrar o mega estande do Peter Paiva, as lindezas da Amanda Pin, a Casa da Mega, enfim... Mas entendam, não estou achando ruim! Super recomendo a quem nunca foi: vá! É um espaço cheio de oportunidades. Lá você pode fazer cursos, testar aquela ferramenta que você está namorando, conversar com fabricantes, tirar dúvidas, ter ideias, se inspirar, ver as tendências, conhecer outros artesãos, enfim, vale muito a pena!

Mas o que me decepcionou um pouquinho, foi a escassez de "coisas" para encadernação e nenhuma grande novidade na parte de cartonagem. Tinha menos do que ano passado... mas enfim! (sim, eu adoro um "enfim"!)

Outra coisa bem diferente do ano passado foi a minha compulsão: esse ano não sai de lá cheia de sacolas e com a fatura do cartão de crédito gordinha... rsrs. Fui bem econômica na verdade, mas deixemos as comprinhas para depois.

Galera, minhas fotos ficaram bem ruinzinhas, então eu peguei algumas emprestadas do site Artesanato na Rede, que foram tiradas por F.F Muñoz. As que tiverem um * na legenda, são deles, ok?

Mega Artesanal 2015: um resumão!
*
Uma das intenções de visitarmos a Mega deste ano era experimentar a desejada Moto Saw, uma serra tico-tico de bancada. Foi o primeiro estande que visitamos. Enchi o pobre demonstrador de perguntas, cortei todos os materiais que estavam disponíveis na bancada e fiz o Sr. Marido experimentar também. Resultado: trouxemos uma bonita para casa! Investimento muito válido, nunca mais sofrerei cortando o papel cartão cinza! (se não sabe o que é esse bicho, da uma olhadinha AQUI para descobrir).
Olha que lindinha já em uso aqui no ateliê!

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Em toda feira que vou eu paquero as máquinas da Brother! Sempre sonhando em um dia ter a NX450Q. Tá na lista de desejos, com certeza!

Mega Artesanal 2015: um resumão!

E olha essa super máquina de bordado, de alta qualidade! Achei muito bacana o resultado.

Mega Artesanal 2015: um resumão!

No quesito tecidos, deu pra notar que tudo está bem colorido, cheio de estampas geométricas e étnicas e muito, muito floral. Olha aí as tendências meu povo!
Apaixonei nos tecidos Cris Mazzer e não podia deixar de clicar as cores de Renata Blanco.

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Mega Artesanal 2015: um resumão!

A Fuxicos e Fricotes é um show a parte, sempre com tecidos e projetos cheios de charme que me fazem feliz!

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Para a galera do scrap e do scrap festa, a feira estava um prato cheio. Muitas inspirações bacanas, decoração e a tendência de festas que não tenham como tema algum personagem específico de desenho animado ou coisa assim.

Mega Artesanal 2015: um resumão!

E falando em scrap, eu quis ver de perto as novas máquinas da Silhouette, a Mint e a Curio. Passei pelo estande da Silhouette Brasil, mas não tinha nenhuma demonstração acontecendo, então fui para o estande da Serilon, que agora é Serilon Crafts e pude ver de perto como funcionam as duas.

Mega Artesanal 2015: um resumão!
*

A Mint é uma maquininha que transforma o que você quiser em carimbos, com uma precisão muito maior que os feitos pela Silhouette básica. Aliás, não dá nem para comparar um com o outro. A impressão das linhas finas é muito boa. Dá uma coceirinha para ter uma, mas na verdade, acho que acabará não valendo a pena, pois como boa parte dos produtos silhouette, você precisará de um kit próprio da marca para confeccioná-los e usá-los, pois os carimbos que saem da maquininha não são carimbos como os que vemos por aí, daí você só pode usar o pigmento do próprio kit e não carimbeiras comuns... AQUI tem um vídeo em inglês para vocês terem ideia do que eu tô falando...

Mega Artesanal 2015: um resumão!

A Curio foi um tanto decepcionante... Ela deveria ser é uma versão mega fodelástica da Cameo e da Portrait, pois corta feltro, E.V.A, faz textura, pontilhado, risca metal, enfim, uma ferramenta dos sonhos... Mas ao ver a sua base de corte tamanho A5 e largura somente para A4 (você pode adquirir a base para A4 separadamente), desisti prontamente da ideia de ter uma e continuo sendo a feliz proprietária de uma Portrait chamada Serafina...

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Eu sei que prometi que ia tentar fazer o post menor esse ano, mas acho que estou falhando na missão... Então para finalizar, dois trabalhos lindos que fizeram meus olhinhos saltarem e meu coraçãozinho palpitar: Quadros com a técnica de Oshibana e bonecos de biscuit muito, muito, muito bem feitos, pela Faby Rodrigues.

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Mega Artesanal 2015: um resumão!

Aff, teria ainda muita coisa para falar: dos sites de cursos sobre artesanato na internet - alternativos a Eduk - os papéis especiais da Filiperson, os tecidos importados, as minhas compras, a Kombina da Bete Ribeiro, as exposições, os artesanatos de Portugal, os quadros, as decorações, as canequinhas... Vixeeeee um monte, mas vou deixar para depois porque já deu, né?

Se você quiser ver o restante das fotos (sim, tem mais!) vai lá no meu Flickr e confere o que não coube aqui. 
Quer saber algo que eu não disse? Pergunta aí nos comentários que a tia responde com alegria!

Beijitos artesanais!

1 de jul de 2015

Calendário do mês de Julho para download.

Oi pessoa bonita!

Andei sumida, mas deixei vocês por aqui em boas mãos, na companhia do Sr. Marido.

Julho começou e eu estou de volta com o calendário do mês para você baixar de grátis!!! kkkkkk
Para fazer o download do seu basta clicar na imagem ou AQUI.

Calendário do mês de Julho para download.

Que este mês seja como o que passou, cheio de muita alegria, gente bacana, muito trabalho e a sua presença por aqui!

Se você gostou do calendário, lembre-se que ele está por aqui todo início de mês. Aproveita e compartilha com os amiguxos!

Beijitos!!!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.