24 de abr de 2015

A polêmica das sacolinhas plásticas nos supermercados


Eu não moro na cidade de São Paulo, estou nos interiorrrrrr, ou como o povo gosta de chamar, na região metropolitana de São Paulo, então vira e mexe estou por lá.

Desde o dia 5 de abril deste ano de 2015, entrou em vigor a lei que proíbe a distribuição de sacolas plásticas derivadas do petróleo. Essa saga da não distribuição da sacolinha plástica não é nova, basta dar uma googada e você vai ver que ela começou lá em 2007 e desde então já foi proibida, depois não poderia proibir, depois banida, depois reintegrada e agora a lei voltou a valer novamente. A lei é a 15.374/2011 sancionada pelo então prefeito da cidade Gilberto Kassab e regulamentada em novembro de 2014, por Fernando Haddad.

A ideia é que as sacolinhas brancas derivadas do petróleo sejam substituídas pelos modelos biodegradáveis e que servirão para padronizar a coleta seletiva na cidade. As sacolas verdes deverão ser utilizadas para descartar o lixo reciclável e as cinzas para os resíduos orgânicos.
  
Tudo muito bem e ao meu ver, tudo muito bom, mas a polêmica toda gira em volta da questão: os supermercados estão cobrando por essas novas sacolas. 

A justiça já decidiu que o valor cobrado é simbólico, então não é abusivo e pode ser cobrado, mas para o Procon a cobrança é abusiva pois o valor das sacolinhas já estaria computado nos valores das mercadorias, então seria uma cobrança dupla.

E agora, o motivo desse post: dar a minha opinião kkkkkkkk:
Eu concordo plenamente com o Procon, provavelmente o valor da sacolinha já está incluso no valor das mercadorias. Eu, artesã que sou, conto com o valor das minhas embalagens em meus produtos, então porque nas redes de supermercados seria diferente? Mas eu não sou contra a cobrança das sacolinhas!!! Muito pelo contrário... Eu acho sim que nós devemos ser cobrados (ouço os xingamentos daqui... kkkkk), afinal nos temos o péssimo costume de só nos mexermos quando o assunto afeta o nosso bolso! Lembram como foi que o cinto de segurança passou a ser obrigatório e usado por todos? Com multa! Pois é, mantemos essa tradição de só fazer o que precisa ser feito quando pesa no bolso...

A ideia inicial desta lei, desde 2007, é pensar no meio ambiente. As sacolinhas brancas não são biodegradáveis e são o principal acondicionamento de lixo de toda casa e por aqui, na minha humilde residência, não é diferente. Mas eu tenho me preocupado com a questão da sustentabilidade, mesmo com a lei não valendo (ainda) aqui na minha cidade, eu procuro sempre levar minha sacola ao supermercado (e vivo lembrando ao Sr. Marido para fazer o mesmo) e usar caixas de papelão nas compras maiores. É claro que nem sempre é possível, mas a ideia é a mudança de hábito, até chegar o momento em que isso ocorrerá automaticamente.
E é engraçado a reação das pessoas, geralmente os funcionários do mercado, quando digo que não quero sacolas, pois trouxe a minha, e tenho que impedir o empacotador...  Ou quando eu peço uma caixa, parece que sou de outro mundo!!!


Uma foto publicada por Rita (@ateliedonnarita) em

Também acho a cobrança válida para conter o desperdício. Quantas vezes você já foi ao mercado e colocou 3 sacolas em um refrigerante de 2 litros com a desculpa que era pra ela "não estourar"??? 

Aos contrários a iniciativa paulistana, saibam que regras bem parecidas já valem em outros países, que muitos adoram encher a boca para dizer que são melhores que o nosso, como Japão, Canadá e EUA. E creio que dar alternativas as sacolas brancas é um grande passo, já que anteriormente elas haviam apenas sido proibidas e o consumidor que se foda se virasse...

Agora é aguardar que a lei emplaque e que os embates judiciais, que geralmente beneficiam as indústrias, cesse, e que nós consigamos mudar nossos hábitos em prol do planeta que habitamos.

Quer saber mais e tirar sua próprias conclusões? Dá uma olhada nestes artigos:

"Luta contra as sacolas plásticas é mundial" 
"Lei de sacolas plásticas pode expandir pelo país"
"Prefeitura cria 'sacola verde' para reciclagem, que substitui sacolinhas proibidas por lei"
"Confira 10 perguntas e respostas sobre a 'lei das sacolinhas' em SP"
"Como substituir as sacolas plásticas"
"Plástico biodegradável, verde e oxibiodegradável: qual a diferença?"

E pra finalizar, momento "ajude a manter o leite dos felinos"!!! Agora são quatro, colabora!!! rsrs
No Donna Rita nos temos bolsas que são sacolas e sacolas que são bolsas e servem perfeitamente para trazer aquela comprinha básica do supermercado e seguir com você para o trabalho ou para a faculdade. Assim, você nunca mais vai querer aquela sacolinha sem graça de volta a sua vida!

http://www.lojadonnarita.com.br/pd-142e3b-bolsa-sacola-grande-belize.html?ct=7b3d6&p=1&s=1

http://www.lojadonnarita.com.br/pd-142e3b-bolsa-sacola-grande-belize.html?ct=7b3d6&p=1&s=1





Comentário(s) pelo Facebook:

4 comentários:

  1. Achei super pertinente você abordar esse tema, pois ainda é algo polêmico. Bom, as sacolas, ao serem cobradas, precisam ser realmente por um valor simbólico, senão não compensa levar as sacolas do mercado e nesse caso seria melhor levar as nossas ou mesmo caixas. Por quê? Tudo no supermercado está tão caro nessa onda de inflação que eu não dou conta de pagar pelas sacolinhas...rs! Mas tudo pela nossa natureza, vale sim o sacrifício de levar nossas sacolas! Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com você Ana, os preços já estão altos e pagar pela sacola só nos onera mais ainda, mas também acho que se elas não forem cobradas, muitos de nós não terão consciência em relação a intenção das mudanças que estão ocorrendo... Ao supermercado que fui, cada sacolinha custou R$0,08, que parece pouco, mas se você colocar na ponta do lápis, no final não sairá assim tão baratinho... Então, levemos nossas sacolas às compras!!! Rsrs
      Beijos!

      Excluir
  2. Eu acho certo a venda das sacolinhas. Aqui no Rio ainda não há lei neste aspecto.
    Bijus e carinhos, fica com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Si, aqui onde eu moro, ainda não chegou, mas se as coisas continuarem no mesmo pé, logo, logo a lei estará valendo para todo o país, então eu já estou me adiantando... rsrsrsr.

      Muito obrigada pela visita, volte sempre e fique com Deus!!!

      Beijos

      Excluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.