22 de set de 2014

Chá de cozinha: fazer ou não?



Olá, olá, olá!
No final da última semana eu fiz algumas lembrancinhas para o chá de cozinha da querida Silvia (esses pregadores aí da foto de abertura) e isso me fez pensar um pouco sobre o assunto. A primeira curiosidade que me passou pela cabeça foi: "Mas quem inventou isso?", daí, fui pesquisar e achei as seguintes explicações:

Era uma vez, um pobre holandês que se apaixonou por uma moça muito rica e foi correspondido. A família da moça não aprovava o casamento e então, para tentar impedir a união, retirou o dote da moça, achando que assim eles não teriam condições de garantir um futuro juntos. Os moradores do vilarejo onde moravam, comovidos com a situação e o amor do casal, se reuniu e os presentearam com tudo que eles precisavam para seguir com sua vida juntos na casa nova.

Outra versão diz que a festividade surgiu nos EUA, como uma forma de arrecadar dinheiro e mercadorias que serviram como dote para as noivas pobres conseguirem se casar. Por lá a festa tem o nome de "Bridal Shower" em alusão ao banho de presentes que a noiva recebe das amigas.

Aqui no Brasil, o chá de cozinha ou chá de panela, chegou por volta da década de 1960. Segundo a tradição, uma das madrinhas ou melhor amiga da noiva, que cede a casa e organiza a comemoração. Somente mulheres são convidadas, mas hoje em dia o certo é ser você mesma, então a presença masculina é aceita e bem comum, mudando o nome da comemoração para Chá Bar.

Quando eu me casei, optei por não fazer chá de cozinha. No fundo me arrependo um pouco, não pelo presentes, pois a opção por não fazer foi exatamente já ter minha casa montada (por morar sozinha já há tempos), mas sim pela festa e diversão que eu e o Sr. Marido deixamos de ter, afinal seria uma comemoração pré-casamento onde teríamos a oportunidade de dar maior atenção aos amigos e familiares queridos.

Se você vai optar por fazer sua comemoração, seja lá qual nome você dê, é importante pensar na lista de presentes! Não vá cometer a gafe de fazer sua lista de chá de panela competir com a lista de presentes do casamento! 
Lembre-se, o intuito é a diversão e de quebra ganhar aquelas coisinhas básicas que vão te ajudar no dia-a-dia da cozinha. Faça uma lista com itens baratos e disponibilize para os convidados.
Na minha opinião (de cabeça de bagre) é deselegante colocar no convite o que o convidado deve levar, afinal é um convite e não um ingresso. Seus convidados já vão investir uma grana considerável em um presente de casamento, roupas, maquiagem, transporte, então acho muito bacana pegar leve e deixar que cada um decida o que levar. 
"Ai, mas ai eu vou ganhar um monte de coisas repetidas mimimimimi..." Eu acho que a preocupação com os presentes deve ser dos convidados e não dos noivos, afinal você não está casando só para ganhar presentes, não é? Então, se ganhou coisas repetidas, vai lá e troca por aquilo que você não ganhou, simples assim. rsrsrs

Outra coisa importante, sempre é bom mimar seus convidados, então pense em lembrancinhas bem bacanas e de preferência úteis e que tenham a ver com o seu momento. E se precisar de ajuda nesta parte, é só me chamar! 

Olha só, deixo bem claro que essa é minha opinião e você só deve concordar com ela se quiser...

Durante a minha pesquisa, encontrei um modelo de lista de presentes que você pode baixar clicando AQUI.

E lembre-se, o mais importante é você e as pessoas que você ama se divirtam muito nessa fase pré-casamento. Então liberte-se e faça o que achar melhor!!!

Beijitos!

Curta nossa página no Facebook
E visite nossa
http://www.lojadonnarita.com.br/

   

Comentário(s) pelo Facebook:

Postar um comentário

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.