29 de jul de 2014

Mega Artesanal 2014 - minhas comprinhas!


De volta e como prometido, agora vou falar um pouquinho sobre minhas comprinhas na feira e deixar os contatos de algumas delas se alguém se interessar por algo.

Antes de começar, esqueci de dizer no post anterior, na parte que estava falando sobre os contras da feira (se você não leu, clica aqui e vai lá ler, corre!), sobre os problemas de rede enfrentados por todos nós por lá. Foi a Roseni que me lembrou no comentário dela. Não sei o celular de vocês, mas o meu não achava rede... Tudo bem que é Tim e com a Tim eu vivo sem fronteiras mesmo, pois não consigo ir a lugar algum com ele funcionando... Mas o maior problema, que aconteceu na quarta-feira e se repetiu no sábado, foi a queda do sistema das máquinas de cartão!

Olha a cena: por volta de 12h - 13h, feira lotadíssima (ouvi um segurança dizer ao outro que já tinham entrado quase 20 mil pessoas até aquele momento) e nos corredores, expositores com suas máquinas de cartão para o alto, tentando literalmente catar a rede! A cena era engraçadíssima e por mais que você diga que isso não funciona, lá parecia funcionar. Era colocar a bichinha pro alto e passava o cartão! kkkkkkkk As filas para pagamento com cartão enormes e em alguns estandes menores, desistência total, pararam de passar o cartão. Perto das 15h tudo parecia ter normalizado, ficando só a lentidão no processo, porém logo mais o pior aconteceu: o sistema caiu de vez e aí só quem estava com dinheiro em mãos conseguiu comprar!
Como sou bem informada, ligada quase que 24 horas nas redes sociais, eu já sabia do ocorrido de quarta, então levei uma graninha, mas fui gastando tudo e na hora da queda o din din já tinha acabado, então se acabaram minhas compras para alívio do Sr. Marido! Na última delas, na Casa da Arte, eu literalmente catei moedas! kkkkkk

Sr. Marido, a que vós fala, Biscoito e a Srta. Irmã

Resultado final da gastança...
Voltando ao começo... Eu tinha ideia do que queria comprar, alguns carimbos, uns gabaritos de costura para encadernação e talvez uns projetos de patchwork. Essa era minha lista mental, já que resolvi não escrevê-la para evitar a compulsão por listas...
Chegando lá, logo no primeiro estande que entrei, o da Chá com pano, eu já queria levar todos os projetos comigo, mas me contive e resolvi que primeiro andaria um pouco, daria uma olhada em tudo e se não achasse nada tão legal eu voltaria. E assim fizemos, carreguei o Sr. Marido e a Srta. Irmã para uma peregrinação pela feira... 

Então, sem mais muito falatório, vamos as fotos e se necessário vou comentando. Para vê-las em tamanho maior, basta clicar em cima. As fotos que não tiverem contato, vou colocar link. Os preços não lembro de todos e não guardei as notas para não me entristecer... kkkkkkk.

Comprei os gabaritos de encadernação com a Nanda, no estande da Sia de arte.




Nesse estande tinham ferragens maravilindas e com um precinho supimpa! Esse com certeza entrou na lista de fornecedores.


Louca dos botões em ação! Comprei esses do meu fornecedor oficial de botões, minha loja preferida da região da 25 de março.


Nossas já manjadas e mesmo assim queridas Mansão das artes, Casa da arte e Gana presentes. As três têm loja virtual. Me acabei nos carimbos da Imaginisce a 2 dinheiros, finalmente tenho meu rolinho de borracha e os carimbos de madeira são do Projeto Artes, dá para comprar direto com eles também.




Mais carimbos!



Bottons e imãs para geladeira (que estão lá na foto do início do post). Eu não entendi nada que o moço falava, mas sei que foi "quatruuuu pur dessss"! kkkkkk


Apaixonei muito neste marcador de livro!!! Tinha de vários bichinhos, mas eu acabei trazendo o de gato mesmo e já estou usando! Além de lindos, fazem o bem a alguém!





Tecidinhos com um ar vintage, que tá na moda, do Clube dos Paninhos. Como eu disse ontem, o preço não estava bom não, mas eu já aceitei que sou compulsiva e faço coisas que não devia fazer... Depois da aceitação vem qual fase? rsrsrs.


Outra compulsão: dvd do Sr. querido faz tudo com papel Vlady. Eu preciso ter essa cozinha retrô aqui no ateliê, preciso! Por isso a aquisição está explicada! kkkkk
Ah, tinha pra vender em vários lugares, mas gosto de ir a fonte primária, então comprei no estande do

E por último e as aquisições que me deixaram mais feliz, pois juntou meu amor por artesanato, costura e livros. Comprei no estande Queen Books.
O livro que já estou lendo e amando, o Costure!, foi presente do Sr. Marido!!! Amo meu barbudinho!
O verdinho se chama Curso essencial de costura é muito bom para quem está começando e também para quem, como eu, quer se aperfeiçoar e dominar bem as costurices.
E esse amarelinho de cima é o livro mais cheio de fofuras de toda a face do planeta terra! Fiquei de todas as cores quando o peguei, tive faniquito, até fiz uma dancinha da fofura e mesmo que eu não vá fazer bonequinhos de feltro tão cedo, eu precisava deste amor aqui por perto... Qual é o segundo passo mesmo? A acumulação??? Help!!! kkkkkkk 


Ficaram faltando fotos de alguns botões, mas como quem me acompanha nessas internetes da vida já deve estar cansado de me ouvir falar em botões, deixei eles pra lá, mas são da We care about, caso vocês queiram saber...rsrs.
Comprei também alguns projetos de patchwork da chá com pano. O link está lá em cima.
Apesar de ainda não ter comprado nada, quero recomendar para vocês os projetos da Gilse Maria. Tinham milhões de Tildas e bonecas de pano por lá, mas achei estas, não sei ao certo porquê, um dos trabalhos mais diferentes que vi e gostei muito. Tem projetos, revistas e kits para fazer as bonecas e eu achei os preços bem bacanas, principalmente o das revistas.

Bom, é isso!!! Acho que agora deu né? Chega de Mega até 2015, agora estamos esperando pela Bienal do Livro no final de Agosto!

Beijitos!

28 de jul de 2014

Mega Artesanal 2014 - O que eu vi e fiz por lá



Aviso:
Este post ficou enooooorme! São muitas fotos e muitas coisas a dizer e mesmo enorme, não coloquei tudo... Para ver todas as fotos, visite o álbum na nossa página no facebook.


Depois de esperar feito criança que espera o natal, finalmente o dia chegou e no sábado, dia 26, eu finalmente fui a Mega Artesanal 2014.
Como conheço bem esses grandes eventos, me preparei de véspera, por isso, antes de falar do que foi bom, vou falar do que foi bem borocoxo, afinal nem tudo são flores...

Como moro em outra cidade, interior, mas próxima a São Paulo, decidi ir de carro. O preço do estacionamento era de 30 dinheiros pelo período de 12 horas, razoável se comparado aos serviços de shopping e estacionamentos da região central de São Paulo. Pegamos nossa lancheira e partimos cedo. Nenhum trânsito durante o caminho, mas isso mudou na via de acesso ao centro de exposições... Da Imigrantes, até a entrada do estacionamento levamos aproximadamente 35 minutos, daí para mais, loucura de motoristas super educados, fazendo fila dupla em uma via estreita de mão dupla e motoristas de ônibus simpáticos jogando suas pequenas joças em cima de nosso super grande veículo automotor... enfim, sobrevivemos a este primeiro momento, estacionamos e seguimos felizes e faceiros para a entrada da feira...
Seguindo as instruções seguimos, seguimos, seguimos e seguimos... andamos quase 10 minutos até a entrada... os portões destinados a entrada eram do outro lado do pavilhão, mas tudo bem, andar faz bem...
A entrada para pessoas com ingressos adquiridos antecipadamente era separada da entrada de quem iria comprar ingressos. Eu já havia adquirido os nossos antes, em uma das minhas idas a São Paulo, mas quem não tinha como comprar antes, já pegou outra filinha básica... Ainda não consigo entender porque esses ingressos não são vendidos via internet a cargo da organização do evento? Até pra ir ao cinema se compra ingresso online! Mas aqui cabe um outro enfim...

Não pegamos uma fila enorme, já que chegamos cedo.


Dica de ouro: vá ao banheiro logo no início e depois entregue pra Deus... Banheiro é artigo de luxo por lá, se não me engano eram apenas em 2 pontos, com fila de 15 minutos. Deve ser por isso que não tem bebedouros também, pra evitar mijadeiras e filas maiores...

Outra dica: leve sua água!

Como eu disse, levamos lancheira! Na sexta eu e Srta. irmã passamos no supermercado e compramos nossas guloseimas saudáveis, pois já previmos as intermináveis filas na praça de alimentação e nos outros pontos alimentícios. Foi uma decisão acertada, pois as filas estavam mesmo enooooormes.

Se você vai chegar lá, feliz e pimpona, achando que vai comprar algo daquela marca que você ama e que estará com um estande na feira diretamente deles, fure sua bexiguinha e tire o cavalinho da chuva, as empresas como a TEC e a We care about, por exemplo, só atendem lojistas, já que são empresas de atacado e segundo eles "não existe uma tabela de preços para vendas direto ao público" ????? (Prevejo o desespero de muitas que já começaram a se programar para o ano que vem... Calma, você poderá comprar seu sonhado cortador e suas réguas e gabaritos nas lojas revendedoras, aquelas que você vai sempre ou compra pela internet...)

Se você chegou até aqui e acha que foi tudo terrível, não desanime, logo vem a parte boa, mas antes dela começar, preciso dizer que esperava mais das "simpáticas estrelas" do artesanato nacional... Como já li em alguns becos dessas ruas internéticas, "amigas e amigos" artesas e artesãos, tão simpáticos na tv e em suas aulas e dvds, não são lá essas coisas pessoalmente... Entendo que muitos já estavam cansados, último dia de feira e talz, mas as caras e bocas felizes da tv não eram as mesmas bocas murchas e amargas que vi por lá... Alguns com até muito espaço para mostrar todo seu estrelismo e realeza... kkkkkkk aqui cabe um ENFIM em letras garrafais!!!

Vamos agora a parte boa finalmente!

Visitar um espaço assim, com tudo de artesanato junto e misturado te dá uma ideia do que está acontecendo por esse mundão afora. É muito bacana ter acesso a tudo isso no mesmo espaço! Você conhece pessoas novas, faz novos contatos e consegue ter uma ideia da força que o artesanato tem. Particularmente, eu tive muitas ideias e me senti, além de inspirada, motivada a continuar nessa batalha, que sabemos não é fácil.

Pude ter ideia dos interesses dos compradores, do que está em alta, ver lançamentos de grandes marcas e conhecer novos e melhores fornecedores de algumas peças. É muito bacana também ver as demonstrações de maquinários e ferramentas, pois aí você tem noção de quanto aquela querida que te vende kits para montar suas peças, por exemplo, investiu para poder produzi-las e vender para você, que vive reclamando que vendem caro... Dá para se ter noção do que é possível e do que não é dentro dos seus planos de empreendimento e isso talvez seja o melhor aprendizado da feira.

Outra coisa que é muito legal e poder ver gente como você, que produz e está na batalha, mostrando seu trabalho e vendendo o peixe no mesmo lugar que as "estrelas brilhantes" do artesanato e ver muitos trabalhos mais brilhantes que de algumas dessas realezas. Para vocês não dizerem, "nossa que Donna Rita invejosa, só fala mal dos outros", muitas estrelas brilhantes de verdade estavam lá em seus estandes esbanjando simpatia e conhecimento, como a Ana Cosentino, por exemplo, podendo citar outras como Nilmara Quintela, Elizandra Sobral, então não se entristeça, o mundo não é feito só de falso ouro, você encontrará muitas jóias pelo caminho.

E falando nisso, eu encontrei a amiga Dani do Lallana Atelier! Pena que foi um encontro rápido e eu do alto da minha burrice, esqueci de tirar uma fotinha pra registrar nosso encontro...

Agora, chegou a parte ostentação!!! Além de ser conhecida como a estranha das listas e planilhas, louca dos botões e magrela descabelada, também sou conhecida por ser a compulsiva das compras, futura acumuladora provável primeira participante do Acumuladores Brasil, em breve no Discovery mais perto de você. É tanta coisa linda, tanta fofura, tantas utilidades que darão vida as suas mais loucas ideias, que mesmo que você tenha se programado, duvido que não vá pirar o cabeção com tantas e tantas e tantas opções para deixar seu rico e suado dinheirinho por lá!


Maaaaaas, aqui faço um adendo: não é um bom lugar para comprar tecidos! Pasmem! Tudo acima do preço que costumo comprar em Mogi das Cruzes e na internet, sério. O que comprei de tecido, foi por pura compulsão, confesso. Não vale a pena mesmo, ao menos para mim, que tenho acesso a outras fontes abundantes de tricoline 100% algodão. Os importados então, nem se fala, guarde o que você pretendia gastar lá em tecidos e vá viajar para onde eles são vendidos e traga você mesma que sairá mais barato...

Bom, eu já cansei de escrever e você de ler, então seguem algumas fotos, algumas com comentários. Vamos ver se depois delas ainda rola as comprinhas e os contatos... Para ver mais fotos, já disse lá em cima mas não custa repetir, vá lá para a fan page. Clica aqui que você chega lá mais rápido.

Gente olha que sonho estes trabalhos em EVA!!! É muita fofura demais pra mim... Amei!





Daí, você vai visitar a amiga no estande em que ela está e não encontra com ela... Você vai lá trocentas vezes e não acha! Então, para provar que você realmente passou por lá, você fotografa!


Estande da Silhouette Brasil e abaixo as vitrines das fofas do time de designers.

Eliane Turola


Ju Montinho

Nilmara Quintela
Cozinha Retrô MARAVILHOSA! E o melhor, com coisas que você pode fazer aí na sua casa.





Vitrines de trabalhos dos Feltros Santa Fé.




Tive tremores por causa de tanta delicadeza e amor neste móbile.


Olha só que estande lindo! Gente, que perfeição estes trabalhos de kirigami. Não tem como não se apaixonar por tudo!







Ateliê do Vlady e time de designers.





Morri fúcsia de amores!!!
Meu povo, este post ficou maior que minha preguiça!!! Vou deixar as fotos das comprinhas e contatos para o próximo post, tudo bem? Se não ninguém vence de rolar a tela! kkkkkk

Beijitos!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.