9 de jun de 2014

Estou de mudança. E agora?


   É o caos. Encaixotar tudo. Desmontar tudo. Correr atrás dos gatos. Enfiar tudo em um caminhão (“cuidado com isso!”, “Não põe isso aí!”, “Não joga isso assim...”, “Ain...”). Deixar costumes e hábitos para trás, começar tudo de novo. Medo... Desembarcar tudo. Entrar com tudo (“onde coloco isso?”, “e isso?” “cadê os gatos?”, “onde você colocou a caixa de areia?”). Desempacotar tudo. Limpar. Organizar. Guardar. “Morrer, eu quero morrer! Jesus me leva!”
   É O CAOS!
   Ou será que dá pra ser diferente?
   Dá! Claro que dá! (“Obrigada Deus!”) Não se preocupem, não vou pedir pra vocês se inscreverem em um link e assistir meu vídeo com uma aula grátis sobre mudanças e depois comprar meu curso “Como mudar sem se estressar”! kkkkkk apesar de que seria uma ótima ideia, alguém aí compraria??? Kkkkk
   Na verdade, meu objetivo neste blog é relatar minhas experiências pessoais e ao dividi-las com vocês, talvez ajudar e ser ajudada de alguma forma.
   (Repito: são minhas experiências, coisas que têm dado certo comigo e que eu estou fazendo. Sendo assim, pode ser que com você não seja da mesma forma, mas a intenção é dar sugestões e abrir espaço para aprendermos mais e mais sempre.)
   Eu estou de mudança. De casa e de cidade. Já mudei diversas vezes (uma dessas mudanças foi de mais de 500Km de distância!!!) e sei que dá um mega trabalho e também sei que desta vez não vai ser diferente, vai dar trabalho sim, mas eu não quero que além do trabalho, a mudança se torne um aborrecimento ao invés de um momento bacana de recomeço.

E como eu pretendo fazer isso? Simples: eu tenho um plano!

Com meu caderninho e caneta na mão, respirei fundo e pensei em tudo que eu precisaria para me mudar:
  1. Organizar a casa nova (fazer as pequenas reformas que são necessárias, checar se tudo está em bom estado, se não há vazamentos, fios soltos, se todas as tomadas funcionam, se há ligações de telefone, internet, tv a cabo, providenciar consertos, deixar tudo limpo, etc.)
  2. Medir os cômodos da casa nova, incluindo portas e janelas. se você é bom de desenho ou sabe usar uma régua melhor que eu, pode fazer uma "planta" da sua casa nova, olha os rascunhos da minha, que lindas! kkkkkkk
 

    3. Medir os móveis e saber se todos vão caber nos espaços novos (mais uma vez eu me aventurei em fazer desenhinhos, já que eu sou das que precisam escrever pra entender) 



    4. Materiais para embalagem: caixas, sacolas, sacos de lixo, fita adesiva, jornal, canetinhas, etiquetas e tesoura. Eu costumo usar as malas e bolsas de viagem para carregar roupas e outros itens do quarto, assim economizo em caixas e as roupas já vão no jeitinho de voltarem para o guarda-roupas depois
         5. Para desmontar os móveis: chave de fenda ou parafuseira, alicate, martelo, etiquetas, caneta, fita adesiva (medir os móveis é importante nessa hora, pois só vou desmontar o que não passar pelas portas)
       6. Empacotar tudo (este item terá post só pra falar dele)
      7. Desmontar os móveis necessários (se passa na porta, tanto para sair, quanto para entrar na nova casa, economize trabalho e só desmonte o que for necessário)
        8. Marcar horário do carreto (que eu já pesquisei e escolhi anteriormente)    
        9. Plano de ação para a chega e arrumação (mais posts hehehehe).

         Pronto! Agora eu tenho um plano e com certeza isso diminuirá o estresse desse momento e vai fazer com que eu faça tudo com tempo e calma o suficiente para não me sobrecarregar .
         Esse planejamento começou no início de junho e pretendemos (eu e o Sr. Marido) estar com a mudança feita e tudo no lugar até a primeira semana de julho (estou vendo a cara do Sr. Marido me perguntando: como assim, todo esse tempo?) 
            Conforme os passos forem dados, eu vou registrar e compartilhar por aqui. Acho que vai ser uma experiência bacana para mim, colocar a prova minha capacidade de organização e também se essa organização faz diferença. Será um aprendizado muito legal e eu espero, de verdade, que todas essas ações me ajudem ter uma transição mais tranquila, sem que tudo vire um caos...
        
            Você conhece outras dicas para fazer uma mudança tranquila? Divide aqui comigo, com certeza eu vou adorar e quem sabe, colocar em prática.

              Beijitos! 

Comentário(s) pelo Facebook:

Postar um comentário

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.