16 de mai de 2014

Mudanças, sempre tão necessárias...




   Estou passando por um momento de transições na minha vida. Na verdade acho que este momento é o ápice de todas as transições que venho passando desde o final de 2010. São quase 4 anos de tantas mudanças que não tenho nem como listar todas e também não é meu objetivo hoje...
   Muitas mudanças vêm naturalmente, sem que percebamos, outras são advindas de nossas escolhas e tantas outras são forçadas (mas também acho que são consequências de algumas de nossas escolhas...). Nesses últimos meses me vi em meio ao caos e as mudanças se fazem necessárias! Não vim aqui para falar dos problemas e sim para compartilhar as soluções que venho buscando e quem sabe, ajudar e ser ajudada por quem também está passando por situações parecidas.

   Nunca fui uma pessoa muito ligada a rotinas e até um tempo atrás minha parte da casa se limitava a um quarto e parte da cozinha, já que passei um bom tempo dividindo a casa com amigos durante a faculdade e o mestrado. Depois me vi morando sozinha, com emprego fixo e horários a serem seguidos, e mesmo assim sem ligar muito pra tal da rotina, afinal só preciso dar conta do meu nariz. Em menos tempo do que eu podia esperar, me vi com dois empregos, marido, carro, casa e duas filhas felinas e 600 alunos pra dar conta. Enlouqueci e entendi o porque a Super Nany sempre fazia um cartaz com a tal da "rotina" para as famílias...kkkkkkkkk
   Quando me vi realmente em meio ao caos, com tanto para fazer e sempre com as velhas desculpas na ponta da língua: “mas eu não tenho tempo!”, “está assim porque eu não tenho tempo!”, “eu não fiz, porque não deu tempo!” me desesperei! E aí, o que aconteceu? Nada! Isso mesmo, nada. O desespero não mudou nada. Tudo ao meu redor continuou bagunçado, o cesto cheio de roupa para lavar, o carro precisando ser levado pra arrumar, os diários a serem preenchidos e meu material a ser guardado, minhas fotos a serem editadas, a lista de encomendas aumentando... Enfim, ter um faniquito não mudou a situação em nada.
   Agora, mais calma, reconhecendo todos os meus erros, percebo que cheguei aonde cheguei aos longos destes quase 4 anos e não de ontem para hoje. Qual a conclusão? Não precisa ser muito inteligente pra perceber: não vou me organizar e mudar tudo da noite para o dia! Eureka!
   Parece bobo, mas perceber isso me trouxe, ao menos parece, o alívio que eu necessito para lidar com as mudanças que se fazem necessárias na minha vida. “Organizar a vida é um processo” e estou entrando conscientemente nesse processo.
  As mudanças às quais me refiro não dizem respeito somente a organização da minha vida doméstica, elas são mudanças maiores que envolvem minha vida profissional e pessoal, incluindo mudanças de ares e lar (leia cidade e casa).
  E resolvi usar este espaço pra dividir este momento com vocês. Vou continuar postando dicas, mostrando meus trabalhos, mas acho que este espaço será bem mais aproveitado se eu puder fazer dele um lugar útil não só pra mim, mas para quem passa por ele também.

   E o que decidi fazer é: “começar com um passo de cada vez”. A minha primeira ação é fazer uma lista de tudo que precisa ser feito, tudo mesmo e a segunda ação é usar esta lista. Não pretendo fazer tudo de uma vez, não, muito pelo contrário, a meta é conseguir cumprir ao menos 2 tarefas por dia e separar 15 minutos cronometrados para organizar minha mesa do computador, por exemplo.
   Além de ter a companhia de quem passar por aqui para me visitar, escolhi dois blogs que leio há algum tempo para me acompanhar e me orientar em algumas decisões: Vida organizada e I love Valentina. Eles já estão nos meus favoritos aí do lado direito do blog, se você quiser, pode acompanhá-los comigo, eu recomendo.
  Já escrevi demais por hoje, como a jornada será longa, vamos deixar o próximo passo para o próximo post: onde conseguir motivação para não parar no meio do caminho?
   E a jornada começa! 

“Tudo que temos de decidir é o que fazer com o tempo que nos é dado.” – Gandalf, Senhor dos Anéis, por J. R. R. Tolkien.

Comentário(s) pelo Facebook:

2 comentários:

  1. Que bom ter notícias positivas suas! Estou numa fase difícil, tendo que fazer mudanças e ando perdendo o sono. Por isso, obrigada pelas dicas. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvia! Bom ter você por aqui... Força, força e fé que chegamos lá. Como eu tenho repetido para mim todos os dias: um passo de cada vez me levará onde eu preciso chegar.
      Beijos!!!

      Excluir

Parece clichê, nós sabemos, mas é a mais pura verdade: seu comentário é muito importante para nós! Então não se reprima e diga o que você pensa! Caso queira ter uma conversa mais longa, fique a vontade para nos enviar um e-mail. O endereço é esse aqui donnarita.artesemimos@gmail.com E lembre-se: sinta-se em casa!

© Donna Rita - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Donna Rita.
Programado por: Seis Mil Milhas.